Busca avançada

Balneário Camboriú

Em meados de julho de 1964, o município de Camboriú não imaginava que sua região de praia se tornaria um dos maiores destinos turísticos do Sul do país. Nascia naquela ocasião a cidade de Balneário de Camboriú, mais tarde, Balneário Camboriú. A partir dali, Camboriú ficou sem nenhuma praia, pois era uma cidade simples de interior e com características mais rurais do que litorâneas. Já o novo município ganhou uma área total de 47 km² e pequenas praias, a maioria delas inabitadas.

A Praia Central de Balneário de Camboriú era a única, que já nesta época, começava a se destacar no litoral central de Santa Catarina. Muitas famílias moradoras de Blumenau, Indaial, Gaspar e Itajaí já freqüentavam aquela faixa de areia de sete quilômetros. Muitos já tinham  suas casas de veraneios e logo, os primeiros grandes hotéis foram construídos, o Marambaia e Hotel Fischer. Outra parte que se destacava era o tradicional Bairro da Barra na região Sul, o bairro foi o berço da criação do município de Camboriú num passado mais distante, e hoje o bairro é patrimônio histórico da cidade.

Balneário Camboriú

Depois de 48 anos, Balneário Camboriú se mostra como uma das principais cidades de Santa Catarina. A infraestrutura adquirida ao longo dos anos se somou a sua vocação turística dando ao município a pujança do franco desenvolvimento econômico às oportunidades da criação de empreendimentos imobiliários.  De acordo com dados do IBGE de 2010, a cidade conta com uma população fixa de 108 mil habitantes e se destaca nacionalmente como um dos 10 municípios do Brasil com a melhor qualidade de vida, o segundo colocado no estado de Santa Catarina, de acordo o Relatório do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD/ONU).

Balneario Camboriú x Camboriú

Se comparada com outras cidades brasileiras, Balneário Camboriú tem números impressionantes quando se fala em rede de água, com 94,1% da população sendo atendida. Segundo fontes oficiais, até o final de 2012, 100% da população estará sendo atendida com água encanada. Na coleta de esgoto sanitário, até 2009 a cidade tinha 85% de cobertura, hoje já são 95% do território atendido com esgoto sanitário. A coleta de lixo e resíduos chega a 99,5% da cidade.  Esta estrutura atende a demanda da temporada de verão, quando o município passa dos 800 mil moradores entre o Natal e o Ano Novo. Durante toda uma temporada, Balneário Camboriú já registrou mais de 2 milhões de visitantes.

 

Bairros

Com apenas 47 km², a cidade possuí poucos bairros. Contando com a região Central, Balneário Camboriú possuí 10 bairros. A região Central concentra a maior parte dos imóveis e moradores e é subdividida em algumas áreas específicas, como a região do Pontal Norte, Avenida Brasil, Transversais da Avenida Brasil, Avenida Central, Quarta Avenida, Terceira Avenida, Avenida do Estado e Barra Sul. O bairro mais antigo e tradicional é o da Barra, local da vila dos pescadores e com uma população predominantemente local. O bairro se localiza na Região Sul, do outro lado do Rio Camboriú, que divide o município. O rio nasce na vizinha Camboriú e tem na sua foz a região que compreende a Barra Sul e o Bairro da Barra. Na região Sul de Balneário Camboriú, temos ainda os bairros Nova Esperança e São Judas Tadeu. Bairros povoados principalmente após a segunda metade da década de 1980, com a grande concentração de residências térreas e áreas comerciais de médio porte.

Bairros - Balneário Camboriú

Do outro lado do Rio Camboriú, três bairros se destacam e vivem conturbados nas margens da BR-101, rodovia que corta o município de ponta a ponta. Na margem norte do rio, o bairro Jardim Iate Clube, com a predominância de residências e de marinas e garagens de barcos. Depois os bairros Vila Real e Municípios, bairros residenciais mas que abrigam em seu meio as dependências do Campus II da Univali – Universidade do Vale do Itajaí, com mais de 15 mil alunos e com cursos como Turismo e Hotelaria e Gastronomia. Estes cursos contribuem todos os anos para a colocação de novos profissionais na área turística no mercado local, nacional e internacional.

No lado leste da BR-101, a cidade abriga a Região da Quarta Avenida, Avenida do Estado e por fim, o bairro dos Estados, com uma forte região comercial na prestação de serviços, principalmente da área automotiva e de mobiliário. No Bairro dos Estados se localiza também o Balneário Camboriú Shopping, o maior da cidade, com várias lojas de grifes nacionais, internacionais, além de cinemas e uma ampla praça de alimentação. Ao longo da Avenida do Estado, via que liga o município de Camboriú até Itajaí via malha urbana, o Bairro das Nações é considerado o segundo em concentração populacional. Nas Nações, como é chamado, o município nos últimos anos tem investido na abertura de uma nova Avenida de ligação com Camboriú, a Martin Luther, que deverá estar concluída no início de 2013. Essa reforma na malha viária desta região visa principalmente desafogar o grande fluxo de veículos no Centro, já que Balneário Camboriú possuí quase 70 mil veículos cadastrados no DETRAN da cidade.


Desde o final dos anos 1990, uma outra área começou a ser povoada no município. Encostado no Bairro das Nações, o Bairro Ariribá se consolida como bairro residencial com casas de alto padrão e condomínios fechados. Ambos os bairros são cortados pela Avenida do Estado. Do outro lado da Avenida, na parte norte da cidade, o Bairro dos Pioneiros também se destaca por ser um bairro, assim como a Barra, com a predominância de uma população nativa, ou como diz o nome, pioneira no povoamento de Balneário Camboriú a partir de sua emancipação político-administrativa em 1964. Hoje o bairro vem se modificando, com a especulação imobiliária, o Pioneiros vem trocando suas casa antigas e tradicionais, por edifícios de alto e de médio padrão de acabamento. Na região central o município viu também a partir dos anos 1990, um grande boom de moradores de fora de temporada. Cerca de 90% deles são os estudantes. Do final de fevereiro até o início de dezembro, centenas de milhares de imóveis são habitados por estudantes que buscam a região da Foz do Rio Itajaí Açu para alcançarem a sua graduação nas universidades, em especial na Univali de Itajaí e Balneário Camboriú. Outra população também chegou à cidade a partir desta época.  As pessoas da Melhor Idade ou Terceira Idade começaram a adquirir imóveis na cidade, buscando principalmente a qualidade de vida, a praia e também tudo que ela oferece em sua estrutura.

 

Praias

Balneário Camboriú -Praias

O certo é que com toda a estrutura de lazer, comercial, hoteleira e de eventos, o que mais os turistas buscam em Balneário Camboriú são as praias. Do lado norte da cidade, as praias têm um acesso mais complicado, pois estão encravadas em encostas e áreas privadas, porém na região Sul, os destaques vão para as praias margeadas pela Rodovia Interpraias, construída no final dos anos 90 para melhorar o acesso a praias como Laranjeiras, Taquarinhas, Taquaras, Estaleiro e Estaleirinho e a Praia do Pinho, primeira praia de nudismo do Brasil. A Interpraias nasce no bairro da Barra e termina na praia do Estaleirinho, divisa com Itapema.

A Praia de Laranjeiras é a segunda mais procurada depois da Praia Central. É a única com águas totalmente calmas. Lá é possível a prática de esportes náuticos e também se concentra uma boa quantidade de restaurantes especializados em frutos do mar. A partir de 1999, a Laranjeiras virou também ponto de desembarque do bondinho aéreo, do Parque Unipraias, equipamento turístico privado muito procurado pelos turistas.

Na ponta norte de Balneário Camboriú está a Praia dos Amores. Separada da praia central pelo Morro do Careca e da Praia Brava por um rio, a Praia dos Amores é cosntituída predominantemente por casas e pouco comércio. Existem diversos bares de frente para o mar e é umas das áreas mais belas de Balneário Camboriú. 

Praias - Balneário CamboriúPraias de Balneário Camboriú

  • Praia Central
  • Praia de Laranjeiras
  • Praia dos Amores
  • Praia de Taquaras
  • Praia Taquarinhas
  • Praia do Estaleiro
  • Praia do Estaleirinho
  • Praia do Pinho (nudismo)

 

 

 

 

 

 

 

 

Economia

O turismo é a grande mola propulsora da economia da cidade. Desde meados dos anos 1970, a praia sempre foi uma das mais visitadas em Santa Catarina. A partir de 1991, com a abertura do Parque Beto Carreiro World, na cidade de Penha, Balneário Camboriú se destacou por abrigar milhares de turistas que chegavam ao Estado em busca do parque temático, pois diferente de Penha, a infraestrutura hoteleira é a maior do Estado, com mais de 15 mil leitos ofertados pela ampla rede de hotéis e pousadas. A partir do final da última década, a economia turística de Balneário Camboriú não se baseava mais apenas nos três meses de temporada de verão, mas começou a ter um destaque durante os meses de baixa temporada, pois a cidade mais uma vez se reinventava trazendo o turismo de negócios com hotéis construindo áreas para eventos corporativos, congressos, eventos públicos e eventos religiosos, tornando Balneário Camboriú economicamente viável o ano inteiro, de janeiro a janeiro. Em 2009 o município recebeu do Ministério do Turismo, o título de 1º Pólo Indutor de Turismo do Sul do Brasil, desbancando tradicionais destinos como Foz do Iguaçú, Curitiba e Florianópolis.

 

Vida Noturna

Além da fama turística e de suas belas praias, Balneário Camboriú tem uma excelente vida noturna. Comparando com várias capitais do país, a cidade tem boas opções para diversão, gastronomia e música. A Barra Sul é o destino mais procurado com boates e bares, lá se destacam também estabelecimentos com culinária mexicana, australiana, japonesa e restaurantes especializados em peixes e frutos do mar. As boates também somam garantindo a animação das pessoas, com opções que vão desde o sertanejo universitário, passando pelo pop rock e chegando na música eletrônica. Neste último ramo, Balneário Camboriú tem reconhecimento internacional, com a presença de inúmeras casas noturnas que abrigam a vinda dos melhores DJs do Mundo. Na vizinha Camboriú, a Green Valley (foto ao lado) se destaca como o segundo melhor club do mundo, segundo a revista DJ Mag, uma das mais conceituadas do estilo.

 

Festas - Balneário CamboriúPrincipais Casas Noturnas:

 

 

 

 

 

 

Comércio

A economia da cidade ainda é fortificada pelo forte comércio instalado na cidade. O comércio de Balneário Camboriú, em especial na região central, é aberto o ano inteiro em todos os dias da semana. Com horários diferenciados do restante do comércio da região, as lojas dos mais variados setores abrem em Balneário Camboriú em horários que variam das 9h da manha até às 22h, em muitos casos. Quem vive na cidade percebe que o comércio de Balneário Camboriú fecha totalmente em duas datas do ano. O 25 de Dezembro, Dia de Natal e no dia 1º de Maio, Dia do Trabalhador, no restante, as datas comemorativas e em feriados nacionais, o comércio é forte e atuante, abocanhando a presença constante de turistas e de moradores de fim de semana, ou seja, pessoas de outras cidades que adquiriram imóveis no município e estão constantemente, seja em feriados prolongados ou simples finais de semana, usufruindo de seus imóveis e dos atrativos.  Ainda sobre o comércio, Balneário Camboriú tem uma grande oferta de serviços. Dos mais variados, estes serviços são fundamentais para a crescente e constante indústria da construção civil, que todos os dias inauguram um novo edifício residencial na cidade.

Shoppings:

 

Construção Civil

Mercado Imobiliário - Balneário Camboriú

A partir do final da década de 1970, o mercado da Construção Civil de Balneário Camboriú começou a prosperar. A pequena região Central da cidade e principalmente a Avenida Atlântica começaram a receber empreendimentos imobiliários com edifícios residenciais de grandes proporções. A partir dos anos 1980 essa tendência se intensificou ainda mais, com o surgimento dos primeiros arranha céus, como o tradicional edifício Imperatriz, na Avenida Atlântica, imponente com 30 andares e elevadores panorâmicos. A partir dos anos 1990 as construtoras começaram a investir pesado em apartamentos maiores e com um melhor acabamento, aos poucos, o metro quadrado de Balneário Camboriú foi se tornando um dos mais caros do país. Atualmente, a indústria da construção civil está atingindo um patamar nunca antes visto no Brasil. A Avenida Atlântica é a região mais cara, tanto para se adquirir um espaço quanto para se comprar um imóvel. Hoje o metro quadrado para apartamentos nesta região variam de R$ 7 mil a R$ 10 mil, com imóveis atingindo a casa dos R$ 6 milhões em alguns casos. A especulação imobiliária fez também com que imóveis mais antigos fossem supervalorizados e graças ao desenvolvimento econômico no país, as mais de 350 imobiliárias espalhadas pela cidade não reclamam da falta de clientes.

Principais imóveis em Balneário Camboriú:

Comprar

Alugar

 

Temporada de Verão

Alta Temporada - Balneário Camboriú

Que Balneário Camboriú é economicamente viável o ano inteiro, isto você já sabe ao ler este texto, mas é na temporada de verão que a cidade ferve, literalmente. De meados de dezembro até depois do feriadão de Carnaval, que isto pode variar do fim do mês de fevereiro até meados de março, o balneário recebe em média 2,5 milhões de turistas. Desde 2009,  a pausa entre Natal e Ano Novo chega a concentrar na cidade mais de 800 mil turistas e ao longo destes anos, a Prefeitura investiu no famoso show de fogos da virada (foto ao lado), com a colocação de 8 balsas com fogos de artifício, fazendo assim, a festa de Reveillon de Balneário Camboriú uma das maiores do Brasil. No Carnaval a cidade não ficou atrás, a criação do Carnamboriú é um dos grandes atrativos nos dias de folia, com 4 noites de shows nacionais nas areias da Praia Central, no Pontal Norte. Artistas como Bruno & Marrone e Zezé di Camargo e Luciano levaram mais de 300 mil pessoas para a praia em seus respectivos shows.

 

Atrações Turísticas

Atrações Turísticas - Balneário Camboriú

Além da festa de Reveillon e da Virada, a cidade ainda tem outros atrativos turísticos. Um deles é o monumento Complexo Cristo Luz, localizado a 150 metros de altura, no alto de um morro no Bairro das Nações, a estátua com 33 metros pesa 528 toneladas e foi esculpida artesanalmente em argamassa com estrutura de ferro, aço e cimento. Lá em cima também se concentra uma área de eventos, restaurantes e um museu religioso.De noite a estátua emite raios de luzes em diversas cores. Estas luzes iluminam a região central e podem ser vistas a quilômetros de distância.

Outro ponto turístico com grande visitação é o Parque Unipraias, localizado na Barra Sul. Trata-se de um bondinho aéreo com capacidade para quatro pessoas. De tecnologia Italiana, a cabine leva turistas do ponto de partida na Barra Sul para a primeira estação, no alto do morro. Lá os turistas podem fazer turismo ecológico caminhando por trilhas pela mata, além de poderem admirar a vista de toda a cidade. Na segunda e última estação, os turistas podem usufruir da Praia de Laranjeiras, com acesso a pequenas lojas de artesanatos, restaurantes e a praia.

Ainda na Barra Sul, os turistas que visitam Balneário Camboriú durante todo o ano, podem contar com um belo passeio de barco. O Barco Pirata já existe há mais de 20 anos e as embarcações fazem uma volta pela Praia Central e chegam até a Praia de Laranjeiras. O passeio no Barco Pirata se torna uma grande emoção com a participação de atores que interpretam os velhos piratas dos sete mares.

No bairro da Barra, o berço da cidade, duas edificações históricas se destacam. No alto de um morro, a Capela de Santo Amaro, antiga Igreja Matriz do Bom Sucesso, construída em 1849 e tombada como Patrimônio Histórico pelo estado de Santa Catarina e também pelo município. Já a Casa Linhares, dos poucos prédios remanescentes na cidade da década de 1950, é uma edificação de alvenaria com dois pavimentos. Antiga morada do casal Ademar Linhares e Néia Bastos, Ademar montou a primeira mercearia no local, que abastecia as famílias que moravam na Região Sul. Hoje a Casa Linhares é uma atração turística como sede da Escola de Arte e Artesanato da Fundação Cultural de Balneário Camboriú.

 

Texto por Rafael Weiss